quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Vamos fazer uma revolução!


Vamos fazer uma revolução

De causa, de efeito
De modo, de Grau
Pegar todo o novo e jogar fora,
Todo o Limpo e sujar de tinta,

Mudem as cores
Mudem os humores
Reinvente tudo
Conserte seu fogão à lenha.

Faça hoje, o de amanhã
E amanhã o que você sempre quis fazer.
Ande descalço
Peça dinheiro aos pobres.

Vamos cultivar árvores no meio da rua.
Vamos dar de comer aos cães de rua.
Colorir tudo que seja cinza.
Arrumar nossos quartos à nossa maneira.

Vamos reaver nossa juventude
Trocar o dia pela noite
Experimentar novas posições
Gozar em todos os sentidos e direções.

Aprender com as crianças...
Educar os velhos...
Andar a pé...
ou de mãos dadas...

Vamos fazer uma revolução,
Rever tudo que já foi revisto,
jogar fora e escrever um novo.
Apaixonar-se perdidamente
mesmo que seja a cada esquina.

Admitir que gosto é gosto,
mas que tudo tem limite.
Usar roupas mais leves
combinar xadrez com listrado.

Substituam seus mp3 pelas antigas vitrolas...
Aproveitem os dias de sol,
e os de chuva também...
Vamos ensinar que pisar em poças d'água pode ser saudável
Que ler é importante, mas viver é mais.

Vamos animar nossos corações dormidos
Vamos expor nossas idéias...
Compartilhar momentos,
Brindar aos nossos aniversários, todos os dias...

Olhem ao redor, não somos poucos...
Mas somos únicos.
Abram todas as janelas e portas
Deixem o ar entrar,
Vamos fazer uma Revolução.


Guara Cabrera



Leia mais textos do Prosopopéia:

Despedida - Guará Cabrera
Vidas e amores à parte - Tatá Freitas

41 comentários:

Francine Canto 21 de outubro de 2009 16:41  

Sim!!!!!!!
Somos únicos e não estamos sós!!!
Vamos juntos em luz e poesia!

Astréia 3 de novembro de 2009 15:53  

Muito lindo o espaço de vocês! Adorei mesmo. Só não me agrada o fundo preto com a fonte branca porque cansa minha vista.

Sucesso!

Pobre esponja 3 de novembro de 2009 16:13  

A revolução nossa, a anarquia de cada dia: um arrogante que morre, um Zina que cai de para quedas no mundo das "celebridades", cozinhar no banheiro e tomar banho na chuva!!
Huahua!!

abç
Poesia e Luz
Pobre Esponja

Lacobos 6 de novembro de 2009 13:55  

Belíssima poesia, adorei a brincadeira com as palavras, mas mais ainda adorei o Blog!

Adoro a junção de Preto e Branco (tanto que tbm utilizo no meu), e blogs/sites que envolvem artes, com uma bela escrita ou desenho, são incríveis.

Parabéns MESMO pelo blog!

Uacht!

http://dadonanet.blogspot.com

Mattheus Rocha 8 de janeiro de 2010 08:15  

Nem todos têm esta coragem, mas é isso aí !! "Faça o que tu queres, pois é tudo da lei".

Pedregulho'S 8 de janeiro de 2010 08:20  

Porque não fazemos uma revolução para tirar os indecentes do poder? para salvar o planeta? Não que deixemos de fazer essa sua revolução!

Eu gostei e pronto!

Rodolfo Soares 8 de janeiro de 2010 08:27  

E viva a revolução!!!!!
Abraços
www.borarir.com

aam-00 8 de janeiro de 2010 08:41  

há tempos não lia algo assim, tão bom,
leve porém com sentimento revolucionário.
revolucionar sem opressão!

http://www.arthurmelo92.blogspot.com/

O Sr. Kimura 9 de janeiro de 2010 14:00  

pô,

blog maneiro :D

mto sentimental e revolucionário :D

Rodrigo Luz 9 de janeiro de 2010 14:06  

bom adoro poesia..tanto que tempo rabiscar umas...

"fazer uma revolução

do caos vem a transformação"

hehe

quando quiserem um pouco de alucinação
http://debaixodocogumelo.blogspot.com/

Admin 10 de janeiro de 2010 10:41  

E Viva la revolucion !

Esther Saldanha 10 de janeiro de 2010 11:35  

Vamos ser livres para sermos nós mesmos ^^

Millena Blogueira 11 de janeiro de 2010 09:17  

Linda poesia.Estamos precisando de fazer algumas revoluções...

Bruno A. 11 de janeiro de 2010 09:38  

Realmente... Não somos poucos, mas somos únicos. Amei o poema. Sucesso com o blog...

http://gagauhlala.blogspot.com/

Lucas Teixeira Santos 11 de janeiro de 2010 10:02  

Bem legal mesmo, parabéns.

E Viva la revolucion ! [2]

http://tbmtenhoumblog.blogspot.com/

love ROCK 11 de janeiro de 2010 10:22  

Ótimas palavras, gostei da poesia. Mas confesso que não entendi muito.

Minha praia é outra.

Pobre esponja 23 de março de 2010 14:48  

A maior revolução é a intern, pois os objetivos ainda que embadeirados são deveras subjetivos.
Escrever poesia é uma forma de revolução, yeah!

abç
Pobre Esponja

Achmounein 2 de maio de 2010 15:56  

Muito bom..Se metade das pessoas do mundo parassem para pensar nisso tudo...E realmente fizessem essa revolução individual, mas em conjunto...Inter e externa ao mesmo tempo...Com certeza o mundo seria um lugar bem melhor!!!

PS: Muito Bom o Blog!!!

Esteja à vontade para visitar o meu...

Bjuh

nanza 2 de maio de 2010 15:56  

muito bom adorei, so naum gostei como disse um ai em cima, de ser preto com branco, realmente cansa a vista, mas o poema é otimo

L.A 3 de maio de 2010 16:05  

amei o poema, parabens
perfeito!

Karla Hack 3 de maio de 2010 19:18  

Só com ações nossas, mesmo que as mais simples pareçam, é que a revolução vai ser possível e plausível!
Belo Poetar!

karine luadek 3 de maio de 2010 19:22  

ai que lindo, também quero =D

Rodrigo 3 de maio de 2010 19:37  

Vamos voltar ao natural, ao estagio de selvagem e ver se enterramos de uma vez por todas esta desgraça de sociedade...Cara, muito criativo o texto e o blog. O meu é www.filosofiadeliquidificador.blogspot.com se quiser dar uma passada, seja bem vindo

kbritovb 3 de maio de 2010 19:41  

demoro vamo bora revolucionar
mas não igual legendarios ta ¬¬

Daniel Silva 3 de maio de 2010 19:48  

já não acho possível que hoje aconteça uma revolução, infelizmente.

Nêlma 3 de maio de 2010 19:51  

Template show!
E o texto tbm. Fiquei feliz por ver q já fiz alguma revolução mesmo que seja minima entre tanta coisa exposta.
já é válido.
bjos

Renan Paglia 3 de maio de 2010 19:53  

VIVA LA REVOLUCION!

Parabéns cara, exelente blog

Barney Gumble 3 de maio de 2010 20:46  

Sim! SIM!! Zona! Esculhambação!! Quebra! Quebra!

Arlan Souza 16 de maio de 2010 19:50  

Foda heim.
Me encontrei na parte em que tú fala que ler é importante, mas que viver é muito mais.
Muito bem encaixado e construido.
VIVA LÁ REVOLUCION.
aBRAÇOS.


passa lá em casa.

http://arlansouza6.blogspot.com/

Taavolino 4 de julho de 2010 19:53  

"Mudem os humores
Reinvente tudo"


O mundo todo deveria fazer isso, seria tudo muito melhor!

=)

Muito lindo, parabééns!

anaflorneves1 5 de julho de 2010 17:28  

muito bom seu blog parabens!!
visita meu blog http://anaflorneves1.blogspot.com/

Henrique do Carmo 5 de julho de 2010 19:01  

Parabens pelo blog..bem legal!

Rogerio 5 de julho de 2010 19:02  

somos capazes de mudar tudo...transformar o simples em algo extraordinário...tudo depende apenas de nós...

Sua formula se baseia em: 5 de julho de 2010 19:06  

Uma revolução. acho que é isso que realmente precisamos \o/ Curti o post.

T.S. Frank 5 de julho de 2010 19:06  

Que MA-RA-VI-LHO-SO!
Que poema mais delicioso, com uma dinãmica simpática e bem humanitária.
As cores fazem fluir o movimento das palavras... Enfim... Gostei muito... Vou seguir!

T.S. Frank
www.cafequenteesherlock.blogspot.com

Dear Letícia 5 de julho de 2010 19:54  

Vamos mudar, pegar até o novo e transformar tirar o vazio e encher o lugar. Recomeçar, criar, mudar.

Adorei o texto :)

Daia 5 de julho de 2010 21:40  

cara, muito bom :D
parabéns pelo blog em geral


http://tchaueoiprati.blogspot.com/
:*

Jeh Pagliai 6 de julho de 2010 16:03  

Lindooo...
Td o que precisamos, para colocar um pouco de ordem nesse mundo maluco onde vivemos :D

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

jonathan.cnn 11 de julho de 2010 06:23  

Sim temos que fazer uma revolução,
Adorei o blog. :*

Guara Cabrera

....

Tatá Freitas

...

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP