quinta-feira, 18 de março de 2010

Do que não se vê

Sei o que sinto...
Mas o que faço já não sei...
Busco sentido naquilo que não tem...
Razão sem mesmo ter porque.

Quando é a noite que me vejo só...
Quando é dia que não te vejo ali...
Talvez seja minha mentira...
Outrora minha verdade...

Aqui, secando por dentro...
Ali, brincando lá fora...
Se fosse pela minha vontade...
Talvez aqui, nesse momento
Tu, e mais nada me bastasse.

Guará Cabrera

Leia mais textos do Prosopopéia:

Vamos fazer uma revolução - Guará Cabrera
Discussão poética - Tatá Freitas

50 comentários:

ErickTavarez 23 de março de 2010 12:50  

Vamos fazer uma revolução, punk isso.

Betty Gaeta 23 de março de 2010 12:50  

Linda a poesia de Guará Cabrera !
Parabéns pelo blog.
Bjkas

Evandro 23 de março de 2010 12:54  

Interessante esse blog, poucos blogs sao tao interessantes de se ler e pensar...Parabens...=D

Macaco Pipi 23 de março de 2010 13:15  

Q MASSA ISSO
PARECE UMA POESIA Q CONHEÇO

Pobre esponja 23 de março de 2010 14:46  

As fotos e o template combinam com os bons textos. Parabéns a vocês.
Poesia na veia!!

abç
Pobre Esponja

BOOKMANIA 23 de março de 2010 21:57  

interessante a maneira que vc intercala as palavras...

Lua * 23 de março de 2010 22:37  

Que foto expressiva,amei! E que lindo teu poema, parabéns.

Mayanni Alves 23 de março de 2010 22:45  

Poesias intensas...adoroo \o/
algumas pessoas dizem q não entendem alguns tipos de poesias,o certo e ler ''ente linhas''
:) Beeijos

Barney Gumble 24 de março de 2010 00:49  

Hã, realmente não sou entendido de poesia, mas gostei dessa mesmo. Achei legal. Parabéns. Qualquer coisa grita. Abs.

Moniky 2 de abril de 2010 12:14  

Blog bem interessante, linda poesia!^^ até mais!:D

indivídua 27 de abril de 2010 19:44  

amar é desprender-se de todas as amarras, menos a de perder a pessoa amada. esta é a pior amarra de todas

http://celuliteseoutrasestranhezasdemulher.blogspot.com/

mari 27 de abril de 2010 19:46  

Linda a poesia

parabens pelo blog

mulherices 27 de abril de 2010 21:01  

Texto sensível, de bons achados poéticos.

Érica 28 de abril de 2010 21:17  

Talvez aqui nesse momento, tu, e mais nada me bastasse... frase que expressa tudo o que estou sentindo agora.

Adorei o texto!

Guilherme Bayara 29 de abril de 2010 11:39  

Fantástico! Muito intenso. Belas palavras!


Já fazia um tempo que eu não vinha aqui...

MR 29 de abril de 2010 11:40  

blog legal... Parabéns1

Ana Beatriz 29 de abril de 2010 11:46  

Uma poesia bastante interessante. Concordo com o que já foi dito, os últimos versos são os que mais me agradam.
Acho muito legal este gênero de blog. Adoro ler e escrever e, é sempre bom interagir com outros do mesmo gênero.
Beijos :*

Ross Diniz 29 de abril de 2010 11:51  

Que lindo do poema.. lindo mesmo!
Gsotei do blog! ^^

One Day 29 de abril de 2010 12:55  

adorei, de verdade mesmo.
beijos

King Shinoda 29 de abril de 2010 14:38  

muuuito boa a poesia, mas eu fiquei embasbacado com o templante uaisdhaiusdhisa mtt foda *-*
parabens pelo ótimo blog :D

Alexandre Terra 29 de abril de 2010 14:45  

linda poesia, e a imagem soube expressar bem a mensagem do texto

criativo e curioso 29 de abril de 2010 18:22  

muito bom
Poesia na veia!! [2]

MF. 29 de abril de 2010 18:25  

Talvez aqui nesse momento, tu, e mais nada me bastasse... frase que expressa tudo o que estou sentindo agora. [2]
Expressivo e sentido, gostei bastante!

Mayara 29 de abril de 2010 18:38  

Adorei a poesia, muito intensa e sincera, bonita *-*
Parabéns pelo blog :*

Anônimo,  2 de maio de 2010 18:22  

Profundo isso, hein?

http://talitasbook.blogspot.com/

Érica 2 de maio de 2010 18:26  

Estou acostumada a ver imagens de mulheres nessa posição de angustia, mas uma imagem de homem nessa condição, me chamou muita atenção!

Srta Camargo 2 de maio de 2010 18:29  

Nossa! Que blog bonito! Adorei os textos, são de uma sensibilidade incrivel. Gostei de verdade e vou voltar! Parabéns.

bjs
Carol

--------------------------------
http://spetaculaire.blogspot.com/

Laura 2 de maio de 2010 18:31  

Pela poesia, com imagem intensa q ilustra bem aquela ;)

Luiz Lukas 2 de maio de 2010 18:37  

Muito boa a poesia, a foto também está dando um "q" a mais.
parabéns.
acho que vai gostar também do gênero do http://luizlukas.blogspot.com/ também.
abraços

seuvicio 16 de maio de 2010 19:31  

Lobisomens molhados fedem cabelo velho.

Moniky 19 de maio de 2010 10:45  

òtima poesia, você escreve de forma legal, profunda! Belo blog' :D

Macaco Pipi 31 de maio de 2010 12:38  

SENTIMENTOS BEM PUROS...

Pobre esponja 7 de junho de 2010 10:45  

Creio já ter lido este texto, parabéns novamente.

abç
Pobre Esponja

Francorebel 7 de junho de 2010 11:47  

Desespero total... gostei da imagem... valeu!

Thamyzinha Iwasaki 7 de junho de 2010 14:46  

hum adorei os versos, muito lindos^_^

xau

War Inside My Head 9 de junho de 2010 08:39  

esse texto é seu?
se for realmente é bom!
parabéns!

Niemi Hyyrynen 9 de junho de 2010 09:27  

Oie ^^

Amar, tb é questão de lugar, ali e aqui, deixar algo, esconder algo.

:) destaco tb que a foto ficou belssima, acertou no clima do texto.

bjos e boa sorte!

Niemi.

indivídua 9 de junho de 2010 09:28  

interessante, me lembrou henry miller

indivídua 9 de junho de 2010 09:28  

iteressante o poema, me lebrou henry miller

The Bines 9 de junho de 2010 09:28  

Eu admirei mto a forma como vc elaborou o seu texto. Gosto mto de blogs assim,estou te seguindo.

http://biadsm.blogspot.com/

Vanda Ferreira 9 de junho de 2010 09:36  

Um misto de sentimentos. Quer o que não se tem e se tem já não sabe se quer.

Translúcido e ao mesmo tempo cheio de mistérios.

Gostei de tudo. Do blog, das poesias... Enfim, de tudo!

Vanda Ferreira: http://vanda-ferreira.blogspot.com/

Caetano Lorenzetti 9 de junho de 2010 11:03  

Linda poesia! muito bonitos versos..
http://analisefc.blogspot.com/

Vc curte rock? 9 de junho de 2010 11:43  

Ótimas palavras...

As vezes o instinto por si só já basta.
Parabéns

blogattao 9 de junho de 2010 12:05  

parabéns peplo...

belo texto

Rosangela 9 de junho de 2010 13:25  

Nossa, linda poesia! Tudo muito bem enquadrado, a imagem no contexto, me lembra o ostracismo.
Perfeito, quero voltar mais, seria legal se vc colocasse aquele lance de seguir, iria ganhar uma seguidora na certa!

Passa lá no @narede, tbm tenho poesia conto etc...

Abração e parabénns!

Guara Cabrera

....

Tatá Freitas

...

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP